Praça4E o vice governador, Renato Santana foi ao local para saber o que poderia ser feito

Em junho de 2016, após seis meses sem água, a praça estava assim

Em junho de 2016, após seis meses sem água, a praça estava assim

São mais de 20 anos de história, os moradores começaram e com o tempo foram plantando, cuidando e mantendo uma vigília constante para que ninguém destrua ou suje a praça da  QR 408 de Samambaia.

Renato ouviu a comunidade responsável pela manutenção da praça

Renato ouviu a comunidade responsável pela manutenção da praça

A praça recebeu o nome de Praça Modelo, por ser a primeira na cidade. Hoje algumas quadras já seguem o exemplo e procuram manter as praças arrumadas. Mas, esse pedaço de paraíso corre o risco de morrer.

Praça3

As flotes são abundantes no jardim, que é regado com água dos moradores

As flores são abundantes no jardim, que é regado com água dos moradores

No inicio do governo, a administração resolveu cortar o ponto de água que servia para aguar o jardim da praça. Na época os moradores protestaram, procuraram e imprensa, mas nada resolveu o problema. A  administração regional afirmou que, “com objetivo de conter gastos, realizou, em 2015, uma varredura em todas as faturas de água, energia e telefone”. A utilização da água para o jardim foi classificada como sem justificativa para continuidade, já que, após três vistorias no local, a administração não encontrou moradores que respondessem pelo uso. Por isso, o fornecimento foi cancelado.

Em parceria com a Administração e a Novacap, o caminhão pipa regará o jardim duas vezes por semana

Em parceria com a Administração e a Novacap, o caminhão pipa regará o jardim duas vezes por semana

Os moradores passaram o ultimo ano em busca de uma solução, junto à administração e   assessorias do governo, sem nenhuma. O assunto chegou ao conhecimento do vice governador, Renato Santana, que procurou a comunidade para tomar conhecimento do problema. Visitou a praça, conversou com a comunidade e em parceria com a Administração Regional e a Novacap decidiram pelo seguinte: duas vezes por semana um caminhão pipa passará pelo local para regar as plantas, que estão sendo mantidas pelos moradores, que usam a água de suas residências para este fim. “Mas vamos estudar o custo benefício, pois acho que é mais barato manter um ponto para irrigar as plantas, do que enviar um caminhão pipa”, disse Renato Santana.

Tranquilamente o vice governador conversou com todos em busca de uma solução para não deixar o jardim morrer

Tranquilamente o vice governador conversou com todos em busca de uma solução para não deixar o jardim morrer

Os moradores ficaram satisfeitos com a solução e esperançosos de que na próxima seca as plantas da praça não vão morrer. “ Nós investimos muito nesta praça. Compramos mudas, podamos e gastamos água de nossas casas”, disse Moura, morador responsável pelo convite ao vice governador para visitar a comunidade.