unnamed-33Pela primeira vez na história de Ceilândia foram reunidas pessoas com tantos pensamentos e ideologias diferentes mas com um só objetivo

unnamed-4 unnamed-19 unnamed-26 unnamed-27 unnamed-30  O encontro aconteceu no auditório da Administração de Ceilândia, no dia 8 de Novembro. Líderes de várias entidades, as mais diversificadas, com ideologias políticas e sociais diferentes, deixaram de lado suas diferenças para exigir melhorias para a cidade.

A audiência começou pontualmente às oito horas e depois de serem ouvidas as autoridades presentes, os presentes começaram a se manifestar. Pedidos dos mais diversificados. Ruas esburacadas, saneamento básico, poda de árvores, limpeza de bueiros, saúde, transporte, educação e segurança. Mais o item mais cobrado foram as verbas destinadas e não utilizadas, que estão com as verbas paradas. Algumas por falta de projetos, outras por falta de vontade política e algumas, pasmem, porque são destinadas para outros fins como pagamento de salários etc.

unnamed-4O deputado Chico Vigilante, único deputado a comparecer e permanecer até o final, levou provas documentais de verbas paradas na Caixa Economica ou no Banco do Brasil, destinadas pelo governo anterior, que ficaram paradas todo esse tempo por falta de projetos. Também ressaltou o envolvimento do Ibram, órgão ambiental, que emperra as obras em alguns trechos do Sol Nascente. Foi cobrado o recurso liberado pela Câmara Legislativa, verba anual do orçamento, que até agora parece não ter sido utilizado pela Administração Regional.

Outro item muito discutido foi o meio ambiente, com ressalva para o Parque Vivencial do Setor O, que parece “emperrado” desde 2013, quando várias vezes foi lançado o projeto e até agora não saiu do papel.

Todos os lideres porem, foram unanimidade na questão política. Focaram no fato de políticos que recebem os votos dos eleitores de Ceilândia e depois somem, aparecendo quatro anos depois para fazer nova “colheita”, sem destinar verbas ou elaborar projetos. Quase todos saíram com a decisão de impedir que estes políticos invadam a cidade na época das eleições.

Com o tema “Ceilândia Sempre Viva” , a união foi aplaudida por muitos ceilandenses e deixou um vinco de preocupação nos políticos “paraquedistas” e seus auxiliares de plantão. O movimento vai continuar cobrando respeito pelos políticos, um respeito que sequer deveria ser cobrado, mais cuidado para a maior cidade do Distrito Federal e “voto de Ceilândia fica em Ceilândia”, ou com quem se preocupa com a Ceilândia.

Prestigiaram o evento, o administrador de Ceilândia, Vilson de Oliveira, o comandante do 8º BPM, TC  ALCENOR PEREIRA DOS SANTOS, entre outros.