Governador Ibaneis Rocha acompanhou testagem da população no Estádio Mané Garrincha e no Parque da Cidade no primeiro dia de exames em massa

| Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Teve início nesta terça-feira (21) a testagem gratuita para coronavírus (Covid-19) na população do Distrito Federal, por meio do serviço de drive thru. Pela manhã, o governador Ibaneis Rocha acompanhou os exames em dois locais de atendimento no estádio Mané Garrincha e no Parque da Cidade. Ele aproveitou para conversar com a população sobre as medidas adotadas no combate à pandemia e verificar o andamento do serviço.

“Vamos começar com esses 100 mil testes, que representam em torno de 5% da população do DF”, disse. “Até o final de maio, queremos fazer aproximadamente 450 mil testes, o que significa mais de 15% da população do DF examinada. Teste em massa não é testar todo mundo, e sim testar um grande número de pessoas para termos cada vez mais segurança nas medidas que vamos tomar.”

A modalidade adotada pelo GDF tem como objetivo evitar aglomerações e, consequentemente, reduzir a transmissão do coronavírus. Entenda, abaixo, como é feito o teste, quem deve fazê-lo e onde realizá-lo.

A testagem

Todas as pessoas que forem aos locais de atendimento serão cadastradas na entrada do drive thru e passarão por triagem de temperatura, por meio de câmera térmica, feita pelo Corpo de Bombeiros. Aqueles que não apresentarem sintomas não farão a testagem.

O atendimento é feito por ordem de chegada, dentro do veículo, sendo proibido descer sem orientação da equipe de saúde. Também é recomendado que a população utilize máscaras faciais desde a saída de suas residências, e que cada carro tenha, no máximo, quatro pessoas.

Todos os profissionais de saúde e de apoio utilizarão equipamentos de proteção individual (EPIs) em todas as etapas do atendimento de drive thru. A medida é para dar ainda mais segurança no serviço.

Tipos de teste

Quem comparecer aos locais de teste rápido fará exames exclusivamente para detectar a presença ou não do coronavírus. Há dois tipos de exame, o de teste sanguíneo e o teste swab.

  • Teste sanguíneo: coleta-se uma gota de sangue, a exemplo da medição de glicemia (taxa de açúcar no sangue). A partir dessa amostra, é possível detectar a presença de anticorpos (IgG e IgM), que são defesas produzidas pelo corpo humano contra o vírus que causa a Covid-19. O resultado sai em até 30 minutos e será fornecido ao usuário logo após a coleta.
  • Teste swab: coleta-se material da garganta e do nariz do paciente, por meio de um cotonete (swab) analisado em laboratório. O resultado sai em até 48 horas, liberado pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF).

Todos os casos confirmados nos locais de atendimento devem ser notificados.

Quem deve fazer o teste rápido?

Em um primeiro momento, os exames estão concentrados em áreas do Plano Piloto e de Águas Claras. As duas regiões administrativas são as que apresentam mais registros da doença no DF.

Os atendimentos serão feitos de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, nos locais específicos das duas regiões administrativas (veja abaixo onde fazer).

O grupo prioritário para testagem será das pessoas com sintomas de gripe, como o de febre, por exemplo. Assim, é importante que essas pessoas estejam com sintomas há sete dias, no mínimo, de acordo com especificações técnicas dos fabricantes dos testes.

Todos os usuários devem levar documento de identificação e comprovante de residência.

Onde fazer o teste

  • Estádio Mané Garrincha (em frente ao posto 13 – SRPN/Asa Norte, Plano Piloto)
  • Parque da Cidade (Estacionamentos 4, 6, 11 e 13)
  • Unieuro Águas Claras (Avenida das Castanheiras, Lote 3700, Águas Claras)
  • Uniplan Águas Claras (Avenida das Castanheiras, Águas Claras)
  • Residência Oficial de Águas Claras (EPTG, s/nº, Águas Claras)

A previsão é de que mais pontos de testagem sejam abertos nos próximos dias.